Facebook-icon  Twitter-icon

 

Serão oferecidas seis vagas para estudantes de iniciação científica que tenham interesse em participar do Projeto Integrado “ArboControl: Arbovírus dengue, zika e chikungunya que compartilham o mesmo inseto vetor: o mosquito Aedes aegypti – moléculas do Brasil e do mundo para o controle, novas tecnologias em saúde e gestão da informação, educação e comunicação".

Por Tamires Marinho

O Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universdade de Brasília (NESP/Ceam/UnB), em parceria com o Laboratório de Educação, Informação e Comunicação em Saúde (ECOS) e com a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (FINATEC), tornam público edital interno simplificado para seleção de estudantes de iniciação científica para compor o quadro de bolsistas do Projeto Integrado “ArboControl: Arbovírus dengue, zika e chikungunya que compartilham o mesmo inseto vetor: o mosquito Aedes aegypti – moléculas do Brasil e do mundo para o controle, novas tecnologias em saúde e gestão da informação, educação e comunicação”.

Serão oferecidas 06 (seis) vagas remuneradas para estudantes de graduação da Universidade de Brasília, sendo 02 (duas) delas reservadas para estudantes com experiência em inglês que leiam, escrevam e falem fluentemente.

Inscrição

As inscrições serão realizadas, presencialmente, no Laboratório de Educação, Informação e Comunicação em Saúde (ECOS), localizado na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília, Campus Darcy Ribeiro. Os/As candidatos/as deverão entregar no ato da inscrição, em envelope lacrado e identificado, currículo Lattes atualizado; quadro resumo indicando o IRA, igual ou superior a 3,0; histórico escolar; carta de recomendação de um(a) docente da Universidade; carta de intenção, no caso da vaga com conhecimento em inglês indicar o nível de conhecimento e experiências com o idioma.

Os/as interessados/as em participar da seleção têm até o dia 11 de maio para efetuarem a inscrição. 

Confira AQUI a íntegra do edital.

Retificação 

O Projeto

O projeto “ARBOCONTROL – Arbovírus dengue, zika e chikungunya compartilham o mesmo inseto vetor: o mosquito Aedes aegypti – moléculas do Brasil e do mundo para o controle, novas tecnologias em saúde e gestão da informação, educação e comunicação” é uma proposta de investigação desenvolvida no âmbito da Faculdade de Ciências da Saúde (FS) e do Núcleo de Estudos de Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (NESP/CEAM), com participação de Laboratórios, Pesquisadores e Professores dos Departamentos de Saúde Coletiva e da Farmácia, e, ainda, pesquisadores colaboradores e discentes dos diversos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade de Brasília (UnB) e de outras instituições parceiras nacionais e internacionais. 

Dentre os 4 componentes do Projeto, a coordenação do COMPONENTE 3 – Educação, Informação e Comunicação para o controle do vetor – ficou a cargo da Profa. Ana Valéria Mendonça, que, atualmente, também está à frente da coordenação do NESP e do Laboratório ECOS. Esse componente conta com o apoio do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGSC) e do Centro de Tecnologias Educacionais Interativos em Saúde (CENTEIAS), ambos da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (FS/UnB), e tem parceria com a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (FINATEC).

O eixo de Educação, Informação e Comunicação para o controle do vetor, foca na avaliação Nacional das Estratégias de Educação, informação e comunicação, produzidas pelo Ministério da Saúde no controle do vetor Aedes aegypti e as arboviroses dengue, zika e chikungunya, bem como na tradução do conhecimento para a tomada de decisão pelos gestores, acadêmicos e a população, visando a sustentabilidade das estratégias promotoras de saúde.

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) é um mapeamento dos municípios brasileiros, que identifica se o local apresenta situação satisfatória, em alerta ou em risco. Dessa forma, esse mapeamento foi utilizado no Projeto, para selecionar os municípios a serem pesquisados, considerando que os mesmos também teriam que ter aderido o Programa Saúde na Escola (PSE) e o Programa Saúde da Família (PSF/ESF).

Tendo em vista o exposto, o presente projeto terá atuação em municípios estratégicos, como: João Pessoa (PB), Macapá (AM), Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO), Anápolis (GO), Planaltina (GO); Gentil (PR), Cascavel (RS), Gramado (RS).
Após a liberação do Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) para realização das pesquisas de campo, os pesquisadores já iniciaram as viagens.

Educação, Equidade e Saúde
 
Estudos Comparados
 
 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias