Facebook-icon  Twitter-icon

 

 

Por Waléria Fortes

No início deste mês, a Universidade Federal da Paraíba realizou o curso Atenção à saúde LGBT na atenção básica: a porta de entrada para a efetivação da equidade em saúde, no qual foram apresentadas propostas de capacitação aos profissionais da atenção básica do município de São Bento, para que realizassem suas ações de cuidado e prevenção da população LGBT com qualidade, de forma equânime, garantindo a essa população acesso à saúde integral. O município, que fica no alto sertão paraibano, é conhecido, no mundo, como a terra das redes.

A aceitação da proposta exposta foi tão significativa que já no primeiro dia de curso houve 50 inscritos. A Defensoria Pública da Paraíba esteve presente no evento, respondendo às inúmeras dúvidas sobre a política de medicamentos no direito sanitário. Questões relacionadas à discriminação e ao preconceito que excluem a população LGBT do SUS também foram debatidas.

A pesquisadora Rackynelly, além de apresentar propostas relativas ao curso, tirou dúvidas quanto ao processo de inscrição e falou sobre a importância das políticas de promoção de equidade do SUS. A secretária de saúde Lindalva Dantas agradeceu a presença da equipe e ressaltou a importância dessa aproximação entre a Secretaria de Saúde de São Bento com projetos da Universidade Federal da Paraíba e a Defensoria Pública do estado.

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias