Facebook-icon  Twitter-icon

 

A atividade compõe a programação do X Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as, que, em 2018, ocorre na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) entre os dias 12 e 17 de outubro

Por Tamires Marinho 

Elaborado pelo Observatório da Saúde da População Negra (POPNEGRA), integrante da Rede de Observatórios das Políticas de Promoção da Equidade em Saúde para o SUS, vinculado ao Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB), o minicurso “Corpo, Saúde e Violência: o racismo institucional e suas intersecções” é uma das atividades que compõem a programação do X Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as, que, em 2018, ocorre na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) entre os dias 12 e 17 de outubro.

Com duração de seis horas-aula distribuídas em três sessões de duas horas diárias, o minicurso é destinado especialmente a estudantes da educação básica, da graduação e da pós-graduação, professores/as do ensino fundamental, médio e superior, bem como a demais interessados no tema.

Coordenado pelas pesquisadoras do POPNEGRA Andrea Leite Ribeiro e Marjorie Nogueira Chaves, o minicurso abordará, entre outras questões, como a implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN), instituída em maio de 2009, pode contribuir no combate às desigualdades etnicorraciais, sobretudo ao racismo institucional no âmbito dos serviços de saúde.

De acordo com Marjorie, o objetivo é ampliar o nível de conhecimento dos diferentes agentes sociais sobre a situação de saúde da população negra, com foco no racismo institucional e na violência de Estado.

ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA

Diálogo, integração e troca fazem parte da estratégia pedagógica adotada pela coordenação do minicurso. “Utilizaremos a integração e a troca de saberes, a partir do diálogo entre teoria e prática, tendo como base textos pré-selecionados e vídeos de curta duração. A compreensão dos conceitos de direitos humanos, bioética, interseccionalidade, vulnerabilidade, equidade e justiça social e aqueles de referência da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra serão a base transversal para todas as reflexões da oficina”, afirma Marjorie.

A finalização da atividade ocorrerá com uma discussão, em grupo ampliado, sobre a aplicação do conhecimento na prática, havendo também indicação de estratégias para romper com o racismo institucional – neste caso específico, no campo da saúde.

INSCRIÇÃO

Os interessados em participar do minicurso devem estar inscritos no X COPENE. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo link: http://www.copene2018.eventos.dype.com.br/inscricoes/capa
X COPENE

X Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as – X COPENE tem como objetivo constituir-se enquanto espaço de divulgação, circulação e promoção da produção científica dos/as pesquisadores/as negros/as e de estudiosos/as das temáticas vinculadas à população negra, sob a perspectiva do diálogo entre os povos africanos e da Diáspora, com vistas aos debates e reflexões acerca da intelectualidade negra nos diferentes campos e áreas do conhecimento científico e do saber, e também sob a perspectiva da resistência, do enfrentamento e do combate às diversas formas de racismo, de forma particular à segregação dos negros e negras nos espaços sociais e na produção acadêmica. O evento reunirá professores/as, pesquisadores/as e estudantes das mais diversas instituições acadêmicas de todas as regiões do Brasil, ativistas dos movimentos sociais e convidados internacionais.

 

 

Educação, Equidade e Saúde
 
Estudos Comparados
 
 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias